O INTERIOR CONECTADO.

5.6.12

Pastoral da Terra denuncia ameaça contra agricultor quilombola em Iguaracy

VOZ DO INTERIOR O BLOG DE SERTÂNIA E REGIÃO.


A Comissão Pastoral da Terra denuncia a ameaça de morte sofrida por um trabalhador rural no município de Iguaracy. De acordo com a entidade, no dia 19 de maio deste ano, o agricultor José Ivan da Silva, da comunidade quilombola de Varzinha dos Paulinos, foi abordado quando voltava para casa por um funcionário do proprietário da fazenda que está sendo reivindicada pela comunidade como território quilombola.
A vítima relatou que o funcionário o alertou para ter cuidado quando estivesse na propriedade para não ser surpreendido por ninguém. O caso foi registrado em um boletim de ocorrência na Delegacia do município no dia 22 de maio.
A comunidade quilombola Varzinha e a Pastoral da Terra aguardam medidas emergenciais e concretas para garantir a proteção do trabalhador e de todas as famílias que vivem no local e a punição dos responsáveis pelas ameaças. O local abriga uma história de luta pelo reconhecimento e demarcação do território desde 2002.
Formada por 30 famílias de trabalhadores rurais nascidos e criados no local, após um processo de resgate histórico de seus antepassados, a comunidade se reconheceu em 2002 como remanescente de um quilombo. Os primeiros conflitos surgiram em 2003, quando o proprietário impediu a plantassem na área.
No final de 2003, os trabalhadores entram com o processo na Justiça e em 11 de dezembro do mesmo ano foi realizada uma audiência de conciliação. Na ocasião, ficou acordado que o proprietário da fazenda teria que pagar, a título de indenização por perdas e danos, R$ 2 mil às famílias.
Foi acordado também que o proprietário deveria manter a cerca para impedir a passagem de seu gado, além de garantir o acesso à água do açude localizado na propriedade, com exceção da água existente no local do litígio.
Em agosto de 2007, os trabalhadores criaram a associação rural dos remanescentes de quilombo da comunidade Varzinha dos quilombolas, Iguaracy/PE. Em 2010, a comunidade entrou com o pedido de reconhecimento como comunidade Quilombola e foi reconhecida no dia 27 de outubro do mesmo ano pela Fundação Palmares.
Em 21 de novembro de 2011, os proprietários da área entram com processo na Comarca de Afogados da Ingazeira, alegando invasão da propriedade pelas famílias. No dia três de janeiro de 2012 foi realizada uma nova audiência, desta vez no fórum de Afogados da Ingazeira. Como resultado desta audiência, o processo foi transferido e encontra-se atualmente na Vara Federal de Serra Talhada/PE, por se tratar de uma comunidade quilombola.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

O BLOG RESERVA-SE A NÃO PUBLICAR COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.

Teste Teste Teste Teste

Copyright © VOZ DO INTERIOR | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes